Publicado em 07 de Julho de 2017

Náutico é o único time das Séries A e B que não venceu como mandante no Brasileiro

Timbu amarga jejum de dois meses sem conseguir um triunfo diante da torcida
Nando Chiappetta/DPNáutico é o pior mandante da Série B do Brasileirão com apenas dois pontos alcançados em casa

A palavra de ordem no Náutico é “embalar”. Após conquistar a primeira vitória em 12 rodadas na Série B, o discurso impregnado entre os jogadores alvirrubros é o de aproveitar o momento positivo, algo que há muito não rondava o CT Wilson Campos. Salários em dia (a folha do atual elenco foi paga há uma semana), grupo unido e a expectativa das regularizações de importantes reforços fazem aumentar a expectativa para o jogo da próxima terça-feira, contra o Juventude, na Arena de Pernambuco. Dois jejuns bem distintos, inclusive, estarão em jogo nesse encontro.

Para tentar buscar a segunda vitória seguida e diminuir um pouco mais a diferença para as equipes à frente, o Timbu precisa cessar o hiato de dois meses sem vencer como mandante. O clube não consegue superar um adversário em casa desde o dia 4 de maio, quando bateu o Central, ainda pelo Estadual, por 1 a 0. Após isso, foram oito partidas, com três empates e cinco derrotas - sendo quatro delas em seis rodadas da Série B. 

Tanto tempo sem vitórias na Arena faz do Timbu o único clube, da Primeira e Segunda Divisões a ainda não ter vencido diante da torcida. O Alvirrubro é, portanto, o pior mandante da competição que disputa. Em contrapartida, levando em conta o mesmo universo, o Juventude ao lado do Corinthians (líder da Série A) formam a dupla invicta fora de casa nas duas principais séries nacionais.

“É uma motivação a mais para a gente. Cada jogo é uma nova história. O time está ganhando corpo agora e tendo uma nova filosofia de jogo com Beto Campos (técnico) e isso é importante. Vamos dar continuidade a esse trabalho para sair dessa situação”, disse o zagueiro Léo Carioca, que estreou com vitória frente ao ABC improvisado como lateral-esquerdo.

O Juventude é o atual vice-líder da Série B, mas joga neste sábado contra o líder Guarani, em casa, e pode reassumir a ponta tabela no fechamento da 12ª rodada.

Regularizações

Para o jogo contra o Juventude, o técnico Beto Campos pode ganhar ainda mais opções. O lateral-direito Léo, o lateral-esquerdo Henrique, o meia Diego Miranda e o atacante Leílson estão com toda a documentação pronta, já encaminhada pelo departamento de futebol ao departamento financeiro do Náutico, responsável pela parte final da burocracia. Tudo indica que os atletas estarão aptos a entrar em campo pela 13ª rodada.

Náutico em casa

20º colocado
2 pontos
0 vitória
4 derrotas
4 empates
4 gols marcados
9 gols sofridos
11,11% de aproveitamento

Juventude fora de casa

10º colocado
7 pontos
1 vitória
4 empates
0 derrota
5 gols marcados
3 gols sofridos
46,67% de aproveitamento