Publicado em 25 de Novembro de 2017

Homem acha R$ 1,9 mil junto a boleto e paga a conta

Envelope foi encontrado no Shopping Paragem, em Belo Horizonte, e havia sido perdido por um motoqueiro. Dona do dinheiro foi localizada e recebeu o tr

Reprodução/GoogleMapsReprodução/GoogleMaps

Um entregador de água mineral encontrou um envelope com R$ 1,9 mil e um boleto de imposto de renda na porta do Shopping Paragem, no bairro Estoril, na região Oeste de Belo Horizonte e decidiu utilizar dinheiro para realizar o pagamento. A boa ação aconteceu na última quinta-feira (23) e foi relatada no Facebook pela manicure Daniele Lima, de 28 anos, esposa do entregador.

Daniele disse, em entrevista ao LeiaJa.com, que compartilhou a atitude do marido para tentar localizar a mulher que havia perdido o envelope e o boleto, referente a um pagamento de imposto de renda. O documento continha o nome da responsável e por isso, o entregador Marcos Paulo França queria localizá-la para informar sobre a conta devidamente paga e com troco.

 

 

“Ele estava fazendo uma entrega em uma loja de um shopping e viu o envelope no chão. Quando pegou, sentiu o volume do dinheiro e logo procurou uma viatura policial na região, mas não conseguiu localizar nenhuma. Por isso, meu esposo decidiu pagar o boleto e queria encontrar a dona para que ela não pagasse novamente a conta”, explicou Daniele.

Ela conta que após postar o relato no facebook, na quinta-feira (23), a postagem foi muito compartilhada e teve bastante repercussão das pessoas da região onde mora. “Eu deixei o meu contato pessoal e uma pessoa me ligou dizendo que conseguia localizar a dona através do CPF. Eu repassei os números e ela achou a dona do envelope. Ela me ligou e disse que seu motoqueiro tinha perdido”, disse

Poucas horas após a publicação da manicure, ela descobriu que a atitude do marido tinha salvado o Natal e o Ano Novo do motoqueiro que perdeu a quantia por um descuido. “Ele veio buscar o troco e o comprovante de pagamento e me agradeceu muito porque já estava desesperado. O homem contou não ter condições de pagar o dinheiro perdido e ia ficar sem celebrar as festas de fim de ano”, contou Daniele.

Para ela, a ação do marido foi honesta e rara, principalmente em tempos de crise financeira. “Eu fico muito feliz e orgulhosa porque a gente passa por tanta necessidade, trabalha em vários serviços, se esforça, mas não pode tomar o que não é nosso. Só é bem vindo o nosso por direito, temos de pensar no outro também”, concluiu a esposa, orgulhosa de Paulo.