Publicado em 02 de Dezembro de 2017

Oposição vai realizar audiência pública sobre barragens da região da Mata Sul

A ação foi acordada nesta quinta-feira (30), durante agenda do Pernambuco de Verdade.
 Fonte: NE10/Blog do Jamildo

 


Foto: Divulgação
A Bancada de Oposição vai realizar uma audiência pública na Zona da Mata Sul, a pedido do Movimento SOS Barragens. A ação foi acordada nesta quinta-feira (30), durante agenda do Pernambuco de Verdade na região em que foi desencadeado a Operação Torrentes que investiga o governo Paulo Câmara (PSB) por desvio de recursos federais para as enchentes que atingiram as cidades no ano de 2010 e 2017.

Em Palmares, os parlamentares tiveram encontro com integrantes do SOS Barragens, que pediram apoio para cobrar a conclusão do sistema de contenção de enchentes prometido desde 2010. “Os relatos que ouvimos mostram preocupação com o atraso das obras, sobretudo porque a população sente medo de as chuvas do próximo ano serem mais severas do que as que provocaram as enchentes de deste ano”, relatou o líder da oposição, deputado Silvio Costa Filho (PRB).

Presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, o deputado Edilson Silva (Psol) se comprometeu a realizar uma audiência pública da comissão para debater a situação das barragens e das obras da Operação Reconstrução. “Vamos trazer a Assembleia Legislativa para a Mata Sul, antes do recesso legislativo, e discutir a situação das obras prometidas pelo Governo desde 2010, e desde já convidamos os representantes do governo para participar.

Segurança

Ainda em Palmares, os parlamentares visitaram o complexo de segurança da cidade, onde funcionam o 10º Batalhão da Polícia Militar e as delegacias de Homicídios, Regional e a Municipal, que atendem 13 cidades, desde o litoral.

“O problema do policiamento foi parcialmente resolvido com a instalação de uma companhia independente no litoral, mas após as 18 horas, as ocorrências precisam ser encaminhadas para Palmares. É importante que a extensão do plantão da Polícia Civil no litoral por toda a semana, evitando esse deslocamento para Palmares”, sugeriu o deputado Álvaro Porto (PSD).

Outro equipamento público visitado pelos parlamentares foi a UPAE de Palmares, hoje, segundo a bancada, está abandonada. “É a unidade em pior condições que encontramos em todas as oito edições do Pernambuco de Verdade realizadas este ano. Pela situação em que está, boa parte das obras precisarão ser refeitas, o que mostra o descaso com o dinheiro público. , destacou a deputada Priscila Krause (DEM).

Em Maraial os deputados visitaram, ao lado do prefeito Marcos Moura, algumas das obras prometidas desde 2010 pelo Governo, como os habitacionais São Salvador I e São Salvador II, que ainda não saíram da fase de terraplagem. Outro problema que a oposição apontou foi a Escola Fábio Corrêa, entregue pelo governo à prefeitura de Maraial, mas, segundo explica o prefeito Marcos Moura, não pode funcionar porque ainda falta a pavimentação do acesso à unidade e água na unidade. A agenda foi encerrada à noite, com a realização de uma audiência pública na Câmara de Vereadores.

Além da audiência, a oposição vai encaminhar uma série de pedidos de informação ao Governo sobre os problemas encontrados na Mata Sul. Também será apresentado à sociedade um relatório com os principais problemas apontados nas oito edições do Pernambuco de Verdade realizadas este ano, que também serão entregues ao Ministério Público do Estado, OAB e ao próprio Governo do Estado.

“Vamos apresentar um amplo relatório das visitas e cobrar explicações e providências ao Governo sobre os problemas encontrados em todo o Estado, que vão desde obras paradas, ao aumento da criminalidade e às precárias condições do sistema público de saúde”, destacou o deputado Silvio Costa Filho.