Publicado em 03 de Dezembro de 2017

Sport encerra a temporada entre a glória e a tragédia

A partida decisiva será diante do campeão Corinthians, neste domingo (3), a partir das 16h, na Ilha do Retiro.

Foto: Luciano Belford/ Estadão Conteúdo.

Foto: Luciano Belford/ Estadão Conteúdo.

 Depois de ‘Sem direito a erro’ ‘No limite’ e outras manchetes semelhantes, chegou a hora de dizer: de hoje não passa. Com 42 pontos, um abaixo do Vitória, primeiro fora do Z4, o Sport encerra sua participação no Brasileirão 2017 num cenário semelhante ao do ano passado. Precisa vencer para não disputar a Série B no próximo ano. A partida decisiva será diante do campeão Corinthians, neste domingo (3), a partir das 16h, na Ilha do Retiro.

PANORAMA

A conta rubro-negra é simples: não há outro resultado que o ajude a não ser a vitória. Isso feito, ainda será preciso torcer para que um desses dois times não vença: Vitória e Coritiba, ambos com 43  pontos. O time baiano recebe o Flamengo, no Barradão. Embora tenha chance de Libertadores, o rubro-negro carioca está com as atenções voltadas para a final da Copa Sul-Americana, onde faz o primeiro jogo na próxima quarta (6), em Buenos Aires com o Independiente.

A Chape, que esse ano lembrou um ano do acidente aéreo que vitimou quase todo seu elenco quando viajava para disputar a final da Sul-Americana na Colômbia, também tem chance real de entrar na pré-Libertadores. O Coritiba, que conseguiu uma reação no mês de outubro voltou a cair nas três últimas rodadas.

O TIME
Aquela máxima de que time que ganha não se mexe é levada à risca pelo técnico Daniel Paulista. Venceu o Bahia com um time. Repetiu a dose diante do Fluminense, portanto não havia motivo para mexer, já que não tem ninguém suspenso ou machucado. Marquinhos mantido na ponta direita e Mena com a função mais ofensiva, na ponta esquerda. O posicionamento, principalmente defensivo é que pode mudar.

PRESSÃO ALTA E BAIXA

Daniel explicou que foram trabalhadas duas formas de posicionar o time sem a bola: a primeira é uma marcação mais adiantada, para dificultar a saída de bola corintiana. O Leão fez algo semelhante no primeiro tempo do jogo contra o Fluminense, justamente quando construiu sua vitória por 2×1 na rodada passada.

“Não trocamos as peças durante os treinamentos mas os posicionamentos podem variar durante a partida. Não é porque são os mesmos jogadores que as funções não podem mudar. Em determinados momentos a marcação foi de mais pressão, em outros mais defensiva, com o bloco mais baixo. Fizemos variações de coisas que podem acontecer no jogo. Estamos preparados para qualquer situação”, ressaltou.

ADVERSÁRIO

A previsão é de que o Corinthians venha com apenas três titulares para a partida na Ilha: Cássio (goleiro), Balbuena (zagueiro) e Gabriel (volante) foram os únicos do time considerado principal no treino da última sexta-feira. Com o título conquistado com três rodadas de antecedência, o Timão liberou para férias Fagner, Jadson, Rodriguinho, Romero e Jô, que briga pela artilharia da competição. Guilherme Arana vai para o Sevilla e Pablo não chegou a um acordo para ficar. No time dos suspensos ficam: Maycon, Camacho, Clayson e Marquinhos Gabriel.

Ficha do jogo – Sport x Corinthians

Sport

Magrão; Raul Prata; Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick e Diego Souza; Mena, Marquinhos e André. Técnico: Daniel Paulista.

Corinthians

Cássio; Léo Príncipe, Warian (Pedro Henrique), Balbuena e Marciel; Gabriel e Fellipe Bastos; Pedrinho, Rodrigo Figueiredo e Giovanni Augusto; Kazim. Técnico: Fábio Carille.

Local: Ilha do Retiro. Horário: 16h. Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG). Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer (ambos de MG).


Ne10